sexta-feira, março 13, 2020

Desafio de Escrita dos Pássaros 2.7 - O meu Elogio Fúnebre


Elogio Fúnebre


Maria X morreu com a bonita idade de duzentos e noventa e três anos (quando já todos começavam a pensar que não havia maneira de o fazer) e não parecia fisicamente mais de quarenta (ou trinta e cinco, como peremptoriamente afirmava).
 Já de cabeça (estava cada vez mais chata) gostava de recordar os “bons velhos tempos” em que todos tinham telemóvel e andavam de carro (e havia muita poluição) em vez de bicicleta.
A sua vida e existência foi importante, como para a aprovação recente da Eutanásia.
E teve uma boa morte, depois de ter viajado duas vezes à volta do mundo, tendo estado em quase tantos países como aqueles que existem – não podendo ir obviamente aos que já não existem, e também não querendo ir àqueles mais instáveis ou perigosos para os viajantes – plantou várias árvores, teve várias aventuras, descobriu o segredo da felicidade, da vida após a morte, e de todas as doenças, escreveu alguns livros, e depois dos duzentos e trinta, teve três filhos que a visitavam com frequência, e a acarinhavam (mas também só conviveram com ela menos anos e os últimos não muito perto.
Que repouse em paz.


10 comentários:

  1. Boa tarde:- Li e reli. Pensei: Isto só pode acontecer porque hoje é dia 13 e, decerto, que as bruxas vão chegar e atormentar os vivos logo após as 23 horas, até um pouco antes da meia-noite.

    Reconheço a minha falta de intelecto para comentar este texto
    .
    Feliz Sexta Feira, dia 13

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ricardo Valério e a sua modéstia.
      Amigo, um abraço.

      Eliminar
    2. O dia foi uma coincidência. O texto é para um desafio de escrita, no Desafio dos Pássaros e outros desafiados irão escrever outros elogios fúnebres
      Uma Feliz sexta-feira 13 também!

      Eliminar
    3. Áh muito bem. Não entendi mas agora saio esclarecido.

      Feliz fim de semana

      Eliminar
  2. Quer dizer que me intimas à competição
    aonde todos escrevem sobre o que quer, dentro
    de alguma regra, é claro, mas largas antes
    do tiro de partida enquanto eu, pobre de mim,
    com as mãos na cintura te vendo sumir na
    primeira curva da raia.
    Um beijo e muito obrigado pela amizade.

    ResponderEliminar
  3. De nada e obrigada também :)
    um beijinho também e bom fim-de-semana

    ResponderEliminar
  4. Acho que já tinha passado por um blogue com o mesmo desafio! Adorei a imaginação que teve! :))
    -
    Arrepiam-me tuas palavras saídas d'alma.
    -
    Beijo e um excelente fim de semana!

    ResponderEliminar
  5. Um texto muito imaginativo.
    Gostei de ler.
    Abraço e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  6. Por aqui respiro por guelras
    Só duvido de um/a pombo/a correio
    com anilha não identificada
    que insiste em não recolher
    há hora dos pássaros
    Bj


    ResponderEliminar