quinta-feira, abril 22, 2021

Séries na televisão

Assassinatos em Cevennes 

1º Episódio - La vallée des mensonges,  adaptation du roman de Catherine Velle

1º Campeonato Intensivo de Escrita Criativa

 

Nunca mais é Sábado

 

Traduziria bem o meu estado de espírito a frase “Nunca mais é Sábado”.

Hoje é Domingo, final do dia.

O meu nome é Eva, o da primeira mulher.

O Rui foi deitar o Bernardo, e amanhã será ele a arranjá-lo.

Amanhã, apesar de tudo, estarei melhor. Hoje vejo tudo cinzento. Não percebo onde falhei, porque é que não sou feliz. Sou bonita e atraente – não são conceitos vazios, é assim que me vejo, é assim que sei que me veem. Tenho um bom emprego, um marido, o Rui, também atraente – ficamos bem os dois nas fotografias ou vídeos, uma boa casa, um filho de cinco anos, temos saúde, o apoio da família e amigos. Mas, no Domingo à noite, sinto-me sufocada, só me ocorre pensar onde é que errei?

Não amo o Rui, acho que nunca o amei. Damo-nos bem. Ele diz que me ama, talvez seja verdade, mas eu também lhe respondo o mesmo. Sinto prazer com ele, mas já não há paixão. O conhecimento e a rotina, acabaram com o mistério. Não tenho grande instinto maternal. Foi mais por insistência do Rui e do mundo à nossa volta que avancei para a gravidez. Gosto do miúdo, gosto que esteja bem, gosto que quando faz alguma gracinha digam que se parece comigo, mas não tenho grande instinto maternal. Em casa isto está bem assente, são mais as avós, a empregada, e o Rui que tomam conta dele. Tenho amigas que me invejam e copiam. Sábado à noite é a minha noite para sair. O Rui pensa que é para sair com elas, e às vezes, até é. Para tornar a minha vida mais interessante e sem que o Rui o saiba, de vez em quando arranjo um amante. Tem de ser alguém casado e com filhos, que também só queira uma aventura. Terminei com o último porque estava a ficar muito agarrado. Chegou a falar em deixar a mulher. Tive de lhe dar a volta e pôr um fim naquilo. Penso arranjar outro. Tenho de arranjar outro. Talvez o Bruno da empresa. Por um lado, está demasiado próximo, mas por outro lado, no outro dia conheci a mulher dele. Absolutamente apagada e feia. Mas ele parece ligado à família, sobretudo aos filhos. No próximo Sábado talvez dê para ficarmos os dois sozinhos pela empresa e será fácil. Estou a precisar de algo assim.

 


Título do Livro – Nunca mais é Sábado ou Sábado, um de nós vai morrer

 

I Capítulo Nunca mais é Sábado


O livro terá sete capítulos, os seis primeiros serão dedicados a cada um dos seis personagens, Eva, Lídia, Óscar, Bruno, Rui e Pedro, e irão correspondendo aos dias de semana, começando pelo Domingo. No último capítulo, finalmente o Sábado, sabemos quem morre, porquê e como.

Eva, Domingo

Lídia, Segunda-feira, assinou a declaração de consentimento para uma cirurgia no Sábado;

Óscar, Terça-feira. Foi condenado por perseguição e tentativa de violação acredita que a Eva lhe dá sinais de se interessar por ele

Bruno, o marido de Lídia, Quarta-feira. No Sábado ao sair do Hospital não repara num carro que vem na sua direcção.

Rui, o marido de Eva, Quinta-feira. Descobre que está a ser enganado e prepara-se para a surpreender com o amante no Sábado.

Pedro, tirou a carta na Sexta-feira e sai com o carro do pai no Sábado

terça-feira, abril 20, 2021

 Hoje imagino que não será assim porque está a chover, e já será possível a entrada para consumir em restaurantes e cafés, mas antes, estavam a nascer esplanadas por todo o lado, mesmo que só com uma ou duas mesas.

Lara Fabian - Je Suis Malade (Better audio quality / enable cc french fo...

domingo, abril 18, 2021

Post 8037 - Séries na televisão

 Ventos Contrários (Karppi/Deadwind) série policial finlandesa na RTP2

sábado, abril 17, 2021

quinta-feira, abril 15, 2021

Post 8031 - CNEC 54 - 26 - 4/10 - Lixo

  

Ergueu a tampa do caixote do lixo e com a força dos braços e um impulso do corpo esguio conseguiu enfiar-se lá dentro. Não estava muito cheio, tentou imaginar que os objectos que o suportavam e contornavam seriam papéis ou roupa, mas os diferentes odores eram maus, e alguma humidade também induziam a pensar que se trataria antes de restos de alimentos, refogados antigos, legumes putrefactos. Lixo, claro.

A escuridão e o quase silêncio também o protegiam. Ouvia-se o miado de alguns gatos, lutariam por restos ou domínio. Ele esperava. O cheiro já não lhe parecia tão forte e desagradável.

Quase adormecia quando escutou o barulho dos saltos, adivinhou-lhe o andar meio gingão que bem conhecia. Mais imperceptíveis, outros passos iam ao seu encontro.

- Pensei que o dia não mais acabava, tens um cigarro? Lídia perguntou àquele que a esperava.

- Estou a deixar, sabes que isto mata. A voz do Rui. Era verdade então o que suspeitara. Não havia nenhuma razão para que se encontrassem ali. A Lídia saía àquela hora e devia seguir para casa. Como desconfiara havia uma razão forte para os atrasos. Os dois riam e abraçaram-se. Puxou da navalha e preparou-se. Levantou-se e olhou para eles. Ia espetá-los. A ele ninguém o fazia de parvo ou de corno. Os dois olharam assustados para ele. Num momento estranho conseguiu ver-se como eles o estariam a ver. Sujo e feroz a saltar-lhes de um caixote de lixo, com a navalha na mão, o companheiro da Lídia e amigo, ex-amigo, do Rui, os dois traidores.

De repente, deu-lhe para rir. Saltou do caixote e disse para a Lídia: “Amanhã vai buscar as tuas coisas, não te quero ver mais”. Nem falou com o Rui. Foi simplesmente embora.

 

quarta-feira, abril 14, 2021

Post 8029 - Séries na televisão

 Intuição Criminal no AXN (Schnell Ermittelt) - "Série policial austríaca que acompanha os casos da inspetora-chefe Angelika Schnell, responsável pelo departamento de homicídios em Viena."

Poster da série Intuição Criminal / Schnell ermittelt (2009)

terça-feira, abril 13, 2021

Continuando o Para continuar, sobre o Bucatini e em que se conclui que comentadores do dona-redonda são os melhores que até sabem o que é o Bucatini e tudo

 Depois de ter lido numa revista  um artigo de Francisco José Viegas em que ele elogiava o Bucatini, tinha de o encontrar!

Busca pelo Jumbo, nada

Poderia encomendar do El Corte Inglês, mas pacote de 1,94 € ir-me-ia ficar por quase dez euros (querendo que o trouxessem à porta para não ter de ir lá só por ele).

E eis que o encontro no site do Continente!

Convenci N a ir lá comigo, ao Continente do Alameda e tinham! Trouxe dois pacotes.




1ª Receita com o Bucatini

- cebola e alho picados, azeite, pedacinhos de bacon, pedacinhos de peito de frango, vinho branco, pimenta, tomate picado, paprika, água, sal, bucatini, queijo parmesão ralado;

Post 8028 (breve aparte)

 Eu em local de trabalho.

Chego e abro a janela para que o vírus saia.

Parece estar tudo bem, até que dou por mim gelada, enfio casaco e ligo aquecimento (tomara que rapidamente possa é sair eu que está demasiado frio).


segunda-feira, abril 12, 2021

Post 8027 - Para continuar

.

 Alguém por aí sabe o que é o Bucatini?

.

Post 8026 - Divulgação

Dia 13 irá iniciar-se um Campeonato Intensivo de Escrita Criativa

Ver mais AQUI 

domingo, abril 11, 2021

sábado, abril 10, 2021

sexta-feira, abril 09, 2021

quinta-feira, abril 08, 2021

Post 8022 - Desafio

 Desafio no Blogue da Elvira, As Minhas Imagens

Ver AQUI

Agradece-se a quem saiba que deixe a resposta também aqui num comentário que eu não contarei a ninguém!

Post 8021 - Receitas, post em construção


 (carne guisada com arroz e folhados com salsicha cocktail, linguiça e queijo, pincelados com gema de ovo)



(queijo feta no forno, salsichas e linguiça com ovos, batata e natas no forno e bifes)


(arroz de bacalhau)


(Lombinho de peru assado no forno com salsichas cocktail)


Carne guisada com bacon, chouriço, cenoura, ervilhas e arroz

Carne guisada com bacon, cenoura, ervilhas e esparguete

Post 8020 - CNEC 54 -26 - 3/10 - Luz e sombra

 

Luz, sombra

 

O que aconteceu, como foi possível?

Não quero pensar no antes.

É horrível acordar no meio da noite. Parece que sufoco. Lembro-me, e naquela altura ainda não construi qualquer defesa. A escuridão não me esconde, pesa-me. Passei por vários anti-depressivos que me faziam dormir. Sono sem sonhos, do qual não queria acordar. Despertava e estava ali, apunhalava-me, a minha nova realidade. Nunca fui de beber, mas procurei embriagar-me. Não resultou. Tenho um vinho triste. Afundava-me na auto-piedade, enojava-me de mim mesma, acordava com a ressaca.

Não quero pensar. Não quero lembrar-me que já fui outra.

Houve um Luís. Posso ver as fotografias, vou esquecendo a sua voz. Amante, amigo, mais que tudo. Íamos comprar uma casa, ter filhos e envelhecer juntos, a vida entrelaçada, nós. Houve um nós. Fui feliz nos dias que se sucediam, intensos e luminosos. Não pensava nisso então, vivia. Tinha, não, tínhamos, muitos planos

Ele preocupava-se comigo, como quando eu ficava sozinha nas noites em que ele trabalhava longe. Comprou-me uma arma, ensinou-me a atirar. Riu-se da minha falta de habilidade.

Não quero pensar. Não quero lembrar-me.

Mas não consigo nunca esquecer.

 

Acordei em sobressalto com um barulho que juraria vir da sala.  Podia ter falado alguma coisa. Podia ter fugido, ou ligado para a Polícia, mas fui buscar a arma. O coração aos pulos, pé ante pé fui para a sala. Vi um vulto – não havia luz, porque é que não a ligou? – e disparei.

Houve um Luís. Houve um nós.

quarta-feira, abril 07, 2021

Post 8019 - Sopa de feijão encarnado

 Sopa de feijão encarnado

- Panela com água e sal, meia cebola, meio alho em pedacinhos, lata pequena de feijão encarnado, três cenouras a cozer; antes de varinha mágica retirar algumas rodelas de cenoura e feijões que depois juntamos juntamente com a couve portuguesa cortada - cozer a couve, juntar sal;


(apesar de fotografia tirada só quando estava quase a acabar ficou boa)


terça-feira, abril 06, 2021

segunda-feira, abril 05, 2021

Post 8017 - Receita de esparregado de espinafres sem fotografia

 - Cozer as folhas em água com sal, enquanto em frigideira com pouco azeite e lume moderado se deita alho picado, juntam-se a folhas cozidas depois de escoada a água e depois um pouco de farinha Maizena

Post 8016 - Livros 2021 (13) A Escolha de Kiera Cass

 A Escolha de Kiera Cass

sábado, abril 03, 2021

Sexta-feira, 2.4.21

 Convenção de Bruxas (The Witches) 2020, de Robert Zemeckis, baseado no romance homónimo de Roald Dahl e remake do filme de 1990 com o mesmo nome.

Post 8013 - Livros 2021 (11) Estamos todos completamente fora de nós de Karen Joy Fowler (r)

 Estamos todos completamente fora de nós de Karen Joy Fowler (r)




sexta-feira, abril 02, 2021

Post 8012 - Grande descoberta

 Agora que chegou a Primavera, começa a estar calor e com o início do desconfinamento se perpectiva sairmos mais de casa, resolvi experimentar roupa mais leve.

Ora, estando eu exactamente igual, como é óbvio, notei que a roupa está um pouco mais justa. Logo, conclusão óbvia; a roupa encolhe quando fica guardada muito tempo no armário!

Post 8011

 Depois de ter visto nas Noticias, bem tranquila, que vinham por aí umas areias do Norte de África, confiando que iam ficar pelo Algarve, deparo com o meu carrinho preto coberto por um pó amarelo. Não há direito! A areia devia ter ficado aí para baixo. Uma das minha irmãs até mencionou que deveria levar carro a lavar - o que raramente fiz, normalmente espero pela revisão.

Mas eis que chove! :)

Post 8010

Quando chegava à triste conclusão que não sei inventar mentiras de 1 de Abril fui salva pela Cidália Ferreira, pelo António e pela UmaMaria, obrigada :)

E obrigada também aos que comentaram e deram-me até sugestões de nomes para sucessora da dona-redonda que vou guardar com todo o carinho para se precisar um destes dias.



quinta-feira, abril 01, 2021

Post 8009 - Anúncio

 Vou acabar com o dona-redonda porque está demasiado grande e demora demasiado tempo a abrir.


Para poder continuar na blogosfera tenho de arranjar outro blogue, embora não saiba que nome poderia ter.

Para já, hesito entre dona-redonda2 ou  dona-redonda mais leve ou qualquer outro sem dona-redonda,

Aceitam-se sugestões para título de novo blogue em comentários e para que assim possa continuar por aqui...


Post 8008 - Séries a ver

Lovecraft Country, desenvolvida por Misha Green e baseada no romance do mesmo nome de Matt Ruff w

Lovecraft Country Poster

Post 8007 - CNEC 54 - 26 - 2/10 - A decisão

 
Quem decidiu não fui eu
 
 
Talvez já não gostasse dele, se é que alguma vez gostei.
No início, apesar de deslumbrada, assustou-me levemente a corrida em que nos metia.
Namoramos e vamos logo morar juntos. “A tua família e amigos devem ficar longe, na casa deles. Temos de ter a nossa intimidade.”
Mas que intimidade?
Eu a tentar manter tudo em ordem para que não se zangasse, enquanto ele bebia cerveja e assistia a jogos de futebol na televisão ou saía para ir vê-los com os colegas e compinchas.
Grata e agradecida que saíssem, ao invés de berrarem se havia golo ou falta, e filho da puta do arbitro que era cego e nada via, e deixarem depois a sala desarrumada, copos sujos e garrafas esquecidas.
Vendo meu desencanto saiu-se com “se me deixas, mato-te e mato-me”. Se ao menos se matasse primeiro.
Tinha-me iludido, não era um príncipe, mas um traste, potencialmente perigoso.
Não me deixaria ir, tinha de definir uma estratégia e arranjei um plano.
Comecei a ouvir vozes, a não acertar em nada, limpezas, lavagens, cozinha, mas mal ele chegava corria para ele, suada e louca: “amor não me deixes”.
Se ralhava porque nada estava pronto, concordava com ele, “tens razão amor, não consegui, não te mereço, mas não me deixes que sem ti morro.”
A certa altura, ele mudou a ameaça: “se não voltares a limpar, lavar e cozinhar como antes, deixo-te!”
“Não, não, não! Nunca!”
Continuei a falhar, desarranjada e pegajosa, e ele decidiu castigar-me. Fez as malas vociferando: vou deixar-te!
Só faltou arrastar-me aos seus pés quando ele de malas feitas me atirou com a chave da porta.
Foi-se.
 
Depois.
 
Ele, espantado, a seguir perturbado e zangado, tarde demais para voltar se eu não lhe pedisse…
Não lhe pedi.
 
Eu, finalmente livre.

 

quarta-feira, março 31, 2021

terça-feira, março 30, 2021

Post 8005 - Em breve...também poderemos estar assim lá na esplanada


Beatrice Richter, Rudi Carrell & Dieter Krebs - Spaghetti im Sturm 1985

Post 8004

Ideia perturbadora:

Daqui a uns anos, quando olharmos para trás, ao invés de vermos um período em que tivemos de usar máscara e tudo o demais, restrições e confinamentos, iremos é lembrar que houve uma altura em que não tínhamos de usar máscara.


Para já e como a minha roupa continua a servir-me, imagino que o meu peso não deverá ser muito diferente (mas não procurei nenhuma balança). De manhã, decido que vou comer menos, cozinhar alimentos leves e saudáveis, optar por legumes e frutas, etc., etc., À noite, agora e enquanto escrevo, como bolachas.

Há dias numa mercearia em que esperava para poder entrar, à minha frente, uma senhora simpática, escolhia fruta, e queixou-se da dificuldade em abrir os sacos plásticos. Antes, ia oferecer-me para a ajudar (apesar de também não ter lá muito jeito para os abrir), agora, não me ocorreu, pelo receio de poder ser assintomática e contagiá-la. Ela contou que de tanto desinfectar as mãos, teve dificuldades em renovar o cartão de cidadão, por já não ter impressões digitais.

Hoje passei na Boavista por um rapaz que às vezes me pedia dinheiro (e estava sem trocos para ter eu a iniciativa de me dirigir a ele), mas acho que não me reconheceu, ou pelo tempo que entretanto passou, ou por eu estar de máscara.

segunda-feira, março 29, 2021

Post 8003 - Livros 2021 (9) Mil beijos de Tillie Cole

Mil Beijos

Mil beijos de Tillie Cole

Sinopse no site da Wook

"O jovem Rune Kristiansen está de regresso a Blossom Grove, na Georgia. Foi nessa pacata vila que, com apenas cinco anos, conheceu o amor da sua vida: Poppy Litchfield. Foi lá que cresceram juntos, que planearam um futuro a dois. Quando Rune foi obrigado a partir, os jovens trocaram juras de amor eterno. Poppy prometeu esperar… e subitamente, deixou de dar notícias. O que terá levado Poppy a remeter-se ao silêncio? Como pode ela ter esquecido tudo o que viveram juntos? Para poder avançar com a sua vida, Rune está decidido a deslindar o mistério do afastamento de Poppy."

(demasiado triste)

domingo, março 28, 2021

Post 8002 - Livros 2021 (8) A Rainha do Nada de Holly Black

A Rainha do Nada de Holly Black

Sinopse no site da Amazon: 

O poder é mais fácil de adquirir do que de manter. Jude aprendeu a lição mais difícil de sua vida quando abdicou do controle do Rei Cardan em troca de um poder imensurável.Agora, ela carrega o outrora impensável título de Grande Rainha de Elfhame, mas as condições são longe de ser ideais. Exilada por Cardan no mundo mortal, Jude se encontra impotente e frustrada enquanto planeja reivindicar tudo que Cardan tomou dela. A oportunidade surge com sua irmã gêmea, cuja vida está em perigo. Para salvá-la de uma situação tenebrosa envolvendo Locke, Jude decide voltar ao Reino das Fadas se passando por Taryn. Antes disso, porém, ela precisa confrontar os próprios sentimentos contraditórios pelo rei que a traiu.No entanto, ao voltar a Elfhame, Jude constata que tudo mudou. A guerra está prestes a eclodir, e ela caminha próximo a seus inimigos. Será que ela vai ser capaz de resgatar a Coroa e o amor incondicional de Cardan, ao mesmo tempo que destrói os planos de seus inimigos? Ou será que tudo está perdido para sempre?A rainha do nada é o épico desfecho da trilogia O Povo do Ar, da renomada autora Holly Black."

Post 8001 - Livros 2021(7) - O Rei Perverso de Holly Black

 O Rei Perverso de Holly Black

O Rei Perverso

Sinopse no site da Wook
"Para proteger o irmão mais novo, Jude uniu-se ao príncipe cruel, Cardan, e tornou-se o poder por detrás do trono. Mas se a corte de Faerie é difícil de gerir, já Cardan revela-se completamente impossível de controlar. Enquanto rei, ele está determinado em humilhar Jude, mesmo que continue fascinado por ela. Um jogo de rivalidade, que se torna mais intenso e explosivo a cada dia do curto reinado de Cardan.
Mas quando Jude acha que tem todas as peças na mão, alguém próximo a atraiçoa, ameaçando os seus elaborados planos para Faerie.
Agora, ela precisa desesperadamente de manter Cardan no trono, por mais tempo do que o planeado e contra a vontade dele. Mas o novo rei tem outras ideias ao descobrir que o poder além de viciante... é perverso!
E as fadas sabem-no muito bem!
Com uma intriga de tirar o fôlego, magia e motivações sanguinárias, esta é a muito aguardada sequela de O Príncipe Cruel, que deixará os leitores rendidos à conspiração das fadas."

Post 8000 - Livros 2021 (6) O Príncipe Cruel de Holly Black

 O Príncipe Cruel de Holly Black (r)

O Príncipe Cruel

Sinopse no site da Wook
"Passaram dez anos desde que Jude e as irmãs foram raptadas pelo assassino dos seus pais e levadas para Faerie — o reino das fadas. Jude sente um verdadeiro fascínio pela beleza destes seres mágicos e imortais, mesmo sabendo que também são malévolos e impiedosos, e continua a sonhar em pertencer a este mundo encantado. Mas o povo das fadas despreza mortais e, para se tornar cavaleira e receber um lugar na Corte, Jude tem de arriscar a sua mortalidade e desafiar o príncipe Cardan, o filho mais novo e mais cruel do Rei Altíssimo. O príncipe odeia Jude e tudo fará para se ver livre dela. Tudo! É então que Jude se envolve nas intrigas e atividades de espionagem do palácio, acabando por descobrir o seu próprio talento para derramar sangue. E quando o seu sonho está prestes a tornar-se realidade, o destino de Faerie fica por um fio, obrigando Jude a fazer uma inesperada e perigosa aliança para salvar as irmãs e o reino que tanto a rejeita.
As fadas não são de confiança,
Mesmo quando dizem a verdade…"

sábado, março 27, 2021

Post 7999 - Sexta-feira, 26.3.21

Crossfire Trail Cover.jpg

 Crossfire Trail de Simon Wincer, com Tom Selleck e Virginia Madsen, baseado no livro de 1954 de Louis L'Amour com  mesmo título.

sexta-feira, março 26, 2021

Post 7998 - Séries na televisão - A Procuradora

 A Procuradora - no Canal Fox Crime, quinta-feira, à noite

“A PROCURADORA” ESTREIA EM MARÇO NO FOX CRIME

quinta-feira, março 25, 2021

Post 7997 - Receita muito leve - bacalhau com cenoura, espinafres, natas e broa

 - Cozer bacalhau com dente de alho, folha de louro e um pouco de azeite - tirar pele e espinhas, deixá-lo em lascas;

- Cozer batatas às rodelas em água e sal; cozer só um pouco depois de as escaldar as folhas dos espinafres;

- Esfarelar a broa de milho; em panela alho picado, manteiga e a parte da broa que não foi junta ao bacalhau;

- Cebola e alho picados, azeite, cenoura raspada, a que juntamos o bacalhau e os espinafres, um pouco da broa esfarelada, natas, sal e pimenta;

- Em pirex, colocamos primeiro as rodelas das batatas, depois o preparado da panela, cobrimos com a broa e vai para o forno pré-aquecido a 190º durante cerca de 25 minutos;

(também fotografias de lasanha de atum e de carne guisada)


(lasanha de atum)
(carne guisada com cenouras, ervilhas e batatas)






Post 7996 - CNEC 54-26 - 1ª Jornada - 1/10 - O Segredo

 

 

Pode um segredo unir-nos

e definir quem somos.

 

Intervalo das aulas em tarde de Inverno.

Não há muito para fazer cá fora. Os rapazes jogam à bola. Têm brincadeiras brutas, com pontapés e lapadas uns aos outros. Em grupo são meio assustadores.

Então noto que não é com uma bola que jogam. Perto de mim jaz o corpo de uma boneca. Arrancaram-lhe a cabeça que lhes serve de bola. Ela parece-se com a minha boneca Joaninha. Já não brinco com ela - tenho dez anos, sou crescida para brincar com bonecas - mas deixo-a em cima da cama quando saio para a escola e gosto de a reencontrar quando regresso.  Foi o meu segredo para não ter medo de trovões nem de dormir no escuro. Não estava sozinha, porque ela estava comigo.

Não devem tê-la tirado a nenhuma menina, as funcionárias não o deixariam e não podemos trazer brinquedos para a escola.

Alguém tê-la-á deitado fora e eles encontraram-na. Parece-se com a Joaninha. Não é uma boneca cara. Não é daqueles que falam ou andam. Tem rosto e corpo de bebe. Devia ser abraçada e não pontapeada. Pego com cuidado no seu corpo. Queria ter a coragem de ir para o meio do jogo e salvá-la. Se tentasse dizer-lhes alguma coisa não me iam ouvir.

Começa a chover fininho e toca para dentro quando o Rui num pontapé a manda para as silvas. O Delfim que é baixinho e por isso muitas vezes não o escolhem para jogar, grita para os outros que irá buscar a bola. Todos vão para dentro, cá fora só ficamos os dois. Quero pedir-lhe a cabeça, mas não sei como.

Ele olha para mim e diz-me enquanto me a entrega: “esconde-a, será o nosso segredo”.

Baptizei-a Ana.

Afinal os rapazes não são assim tão maus.