quinta-feira, junho 28, 2018

Post 6747 - Desafio de Escrita 5/10 - Mentir


  
Ela queria dizer-me que também me amava, mas como não era verdade, não pôde.
Eu queria dizer-lhe que não fazia mal, que podia amar pelos dois, mas como não era verdade, não pude dizê-lo.
Separámo-nos.
Não conseguirmos mentir torna tudo mais complicado e mais simples.

No final do século XXI a humanidade evoluiu para o homo telephaticus.
Adquirimos a capacidade de comunicar o que pensamos sem serem precisas palavras.
Não conseguimos é mentir. Mentir, enquanto afirmação do que sabemos falso, negação do que sabemos verdadeiro ou por omissão.
Continuam a existir mentiras, enquanto afirmações ou negação do que não corresponde ou corresponde à realidade, mas como podem existir várias verdades conforme o que percepcionamos, não serão mentiras enquanto acreditamos no que afirmamos ou negamos.
Mantém-se as relações assentes em verdades, afectuosas ou não.
Também podemos mentir na escrita, no registo sonoro ou audiovisual, desde que não haja um interlocutor que leia o que pensamos, na altura em que o escrevemos ou o dizemos.
Continua a ser possível a televisão e o cinema. O teatro poderá não recuperar. A plateia em silêncio ouve as palavras, mas “lê” os pensamentos dos actores enquanto representam, dificultando a concentração na peça.
Entretanto a Audi que deixou de produzir veículos automóveis após o escândalo com a produção dos híbridos-poluentes, lançou-se na exploração de capacetes-vedantes. Não se têm revelado muito populares porque os potenciais interessados não querem emitir mas querem receber (e também porque o seu volume deixa os utilizadores a parecer imensamente cabeçudos).
Escrevo este texto no alto do Everest onde subi sem ajuda ou oxigénio no tempo recorde absoluto de vinte minutos. Posso escrevê-lo porque ao meu redor não se encontra ninguém que saiba o que penso (e vou deixá-lo protegido numa cápsula de tempo para as gerações futuras, quando chegar o homo telephaticus-extra).

6 comentários:

  1. O Evereste em 20 minutos?

    MMMMM

    Só se for de helicoptero! LOL

    Já vi que na escrita ainda se consegue mesmo...

    :)

    Bj Grande

    ResponderEliminar
  2. Um texto fantástico. Bonita "viagem ao Evereste" kkk :))

    Bjos
    Votos de uma óptima Quinta - Feira.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. muito obrigada
      um beijinho, obrigada e uma boa semana

      Eliminar
  3. Que imaginação. Além de não se poder mentir vão-se ter asas nos pés?
    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. isso é que seria uma evolução :)
      um abraço

      Eliminar