quinta-feira, setembro 29, 2016

Post 5816 Hoje no Google


Assinala-se o nascimento de László József Biró, inventor húngaro, nacionalizado argentino que inventou a caneta esferográfica (nasceu em Budapeste, em 1899, e morreu em Buenos Aires a 24.10.1985.

17 comentários:

  1. Mais uma informação que me era completamente desconhecida.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. O que é uma caneta esferográfica?
    Parece-me que desta vez o Google não fez o trabalho de casa e limitou-se a ler a Wikipédia.
    Caneta = com aparo
    Esferográfica = com esfera
    Beijinhos, Gábi.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Portanto, caneta estava a mais :)
      um beijinho

      Eliminar
  3. Desconhecia totalmente.
    A Gábi informa-nos e bem!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  4. AVISO

    Enquanto não consigo resolver o problema da regularização das datas da NOSSA TRAVESSA apresentadas nos vossos blogues, aviso que desde ontem há um novo artigo postado, de minha autoria e intitulado Mudanças Obrigado. Este AVISO será repetido sempre que seja postado um novo texto.

    Henrique, o Leãozão


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelo aviso, vou tentar passar por aí :)
      um beijinho

      Eliminar
  5. "Bic laranja, da escrita fina, Bic cristal da escrita normal, duas escritas à sua escolha"....... Quem não se lembra deste slogan, numa altura em que ainda era quase miragem, o escrever sem papel de mata borrão !
    ... E na escola primária, o escrevermos ainda com aquelas penas de aparo que se molhava no tinteiro ? ...
    Sem dúvida uma invenção que revolucionou o mundo e ainda não passaram 100 anos !

    Beijo, Gábi ! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu lembro-me do anúncio, Rui, preferia a Bic fina :) não cheguei a experimentar as penas, mas deviam ser bem criativas e...difíceis de usar também :)
      um beijinho


      Lembras-te do anúncio, certo, Afrodite? Das penas de aparo, tenho a ideia é de ainda haver nas salas de aula da primária secretárias com um espaço para o tinteiro :)
      um beijinho

      Eliminar
  6. O mundo da escrita não mais foi o mesmo.
    Na base da invenção deste húngaro cresceram (entre outros) impérios como a Parker que, valha a verdade, é uma das melhores esferográficas!
    Beijo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isto fez-me lembrar quando tive a grande ideia, acho que ainda no liceu, de começar a usar uma caneta até ao dia em que choveu muito e a água chegou ao meu caderno...
      um beijinho

      Eliminar
  7. Pode até ter sido uma grande invenção... mas eu continuo a preferir o lápis de carvão ou outras canetas de tinta líquida ou em gel.
    Sempre me dei mal com esferográficas!... pois muitas delas teimam em escrever mal!

    Beijinhos esféricos!
    (^^)

    (nota: há um desafio nos Jardins... e já com montes de pistas!)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estou contigo, prefiro os lápis e sobretudo as lapiseiras em gel :)
      um beijinho

      Eliminar
  8. Ola redonda, conhecendo seu blog agora.

    Também vou começar a postar, abraço!

    ResponderEliminar
  9. Fui espreitar o seu blogue e penso que será sobre Pokémon, o que para já, não é bem a minha onda, boa sorte na blogosfera!
    um abraço

    ResponderEliminar