quinta-feira, julho 13, 2017

Post 6312 - Desafio de Escrita 8/10 A mensagem


Ouviu o sinal de mensagem mas não foi ver logo. Pensou que seria publicidade.
Entretanto, esqueceu-se e já tinham passado duas horas e começava a escurecer quando se lembrou. Haveria uma mensagem. Foi ver. Não era indicado qualquer número, tratava-se de uma mensagem anónima e dela apenas constavam três palavras:
“Eu vi tudo”
Mas viu tudo o quê? E quem viu?
Tentou recordar-se dos últimos dias.
Ontem tinha estado com o Xavier. Ante-ontem com o Miguel. O seu marido não sabia de nada. Jurava que não. Se fosse ele a ter visto alguma coisa, de certeza que não iria enviar-lhe uma mensagem. Partiria para o confronto, gritaria que era desta que se divorciava. O Xavier sabia do Miguel e o Miguel sabia do Xavier. Nenhum dos três levava a sério aqueles encontros e eles tinham tanto a perder quanto ela. Eram também casados. Seria a mensagem da mulher de um deles? Mas tinham sempre tanto cuidado. Não faria também sentido que lhe enviasse uma mensagem assim, sem nada mais. Não sabia o que fazer. Ligar ao Xavier e ao Miguel? Contar-lhes? Perguntar-lhes se tinham recebido algo igual, se saberiam de quem seria?
O telemóvel voltou a vibrar com o sinal sonoro de nova mensagem.
Foi a medo que pegou no telemóvel. Espreitou. De novo, número privado, escondido. O miserável.
Agora tinha escrito: “Não perca!”
Mas não perca o quê? Brincava com ela. Talvez não devesse regressar a casa. O marido podia desconfiar se a visse tão perturbada. Decidiu que ao invés iria para casa dos pais. Enviou uma mensagem ao marido: “tenho de ir para casa dos meus pais. Voltaram a discutir”.
Meteu-se no carro e iniciou a marcha sem reparar no novo cartaz de publicidade do seu lado esquerdo: “Em estreia o thriller do ano: Eu vi tudo”.


12 comentários:

  1. Acabei de ver há pouco algo de Hitchcock, nem de propósito _ um texto muito "hitchcockiano"!
    Felicitações
    Beijo

    ResponderEliminar
  2. Quem tem problemas fica perturbado com qualquer mensagem menos clara...
    Gostei do texto, está bem e escrito e tem enredo até ao fim, o qual é surpreendente.
    Gábi, um bom fim de semana.
    Beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Jaime Portela :)
      um beijinho e bom fim-de-semana também

      Eliminar
  3. Assustador, eu acho.
    Mensagem no telemovel?

    ResponderEliminar
  4. Depois no final já não seria assim tão mau e o miserável só existia na imaginação dela :)

    ResponderEliminar
  5. Hum!!! Alguém com uma vida social... muito preenchida!...
    Gostei imenso do texto... deliciosamente perverso... e mantendo o suspense até ao fim...
    Bjs
    Ana

    ResponderEliminar