quinta-feira, junho 29, 2017

Post 6285 Desafio de Escrita 6/10 Naquele dia


Naquele dia, em que o céu se fechava cinzento sobre os que ousavam sair à rua, começou a chover forte e feio, fustigando tudo e todos.
Ainda não era meio-dia, mas até no interior das casas escurecia como se tombasse a noite.
Ela olhava pela janela. Sentia o frio que vinha da rua, ouvia o som das fortes bátegas de água no vidro.
Pensava, ele hoje vem. Tem de vir.
Ontem não tinha conseguido falar com ele. Ligara-lhe incessantemente, uma, duas, vinte, trinta vezes. Ele não atendia. Estaria talvez ocupado. Pensou ligar-lhe de um outro número, um que ele não conhecesse, mas temia que ao ligar-lhe, ouvisse o som de que atendia, seguido da sua voz.
Não haveria qualquer dúvida então de que não estava ocupado, simplesmente evitava-a, não queria falar com ela.
Ontem estava deprimida, não queria ser confrontada com esse fim abrupto não obstante tantas vezes anunciado. Ontem, pensava no pior.
Hoje era outro dia. Hoje ele viria.
Talvez na hora do almoço.
Almoçou sozinha.
Talvez viesse durante a tarde.
Entretanto, deixara de chover, o sol irrompia sobre as nuvens que tinham passado de tão escuras, negras, a algodão esfarrapado.
O entardecer foi lindo, de rosa a violáceo, pintou o céu de azul muito escuro até a noite surgir negra. Não desceu a persiana, não correu os cortinados. Voltou a olhar pela janela, enchendo-se da escuridão que via lá fora. Ele não veio.


12 comentários:

  1. Belo texto, pequeno e simples, mas com muito conteúdo. Gosto muito.

    Parabéns

    Beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada Victor Barão :)

      um beijinho

      Eliminar
  2. Bonito texto Gabi. Triste quando uma das partes, numa relação não entende, ou não aceita o fim.
    Abraço

    ResponderEliminar
  3. Respostas
    1. Obrigada :) talvez um bocadinho nadinha de nada :)

      um beijinho

      Eliminar
  4. Um conto desejando à espera de alguém que não apareceu.
    Triste,mas lindo em palavras.
    Bjs Gábi.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  5. Palpita-me que no dia seguinte, ele também não veio.
    Gostei do teu conto. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também me parece que não
      Obrigada Luisa :)
      um beijinho

      Eliminar
  6. And tomorrow is another day... em que ele não virá...
    But life goes on... tem que continuar...
    Gostei do conteúdo bem descritivo, do texto!
    Bjs
    Ana

    ResponderEliminar