sexta-feira, dezembro 31, 2010

Post 1697 - este é que vai ser mesmo, mesmo o último

Continuando a passear pela blogosfera fiquei a saber de uma óptima notícia.
Vai haver uma nova comunidade de leitores da Almedina - Arrábida.
Ver mais aqui

Post 1696 (este é que vai ser mesmo o último post de 2010)

Entretanto ao passear pela blogosfera, mais exactamente pelo blogue Licas - Ontem e Hoje tive (de desdizer o post anterior, mas pode ser que isso passe despercebido e) de fazer um link para aqui

Post 1695

Não estando a prever escrever mais nada este ano, vou deixar um último post a desejar Boas Entradas e que 2011 seja um bom ano para todos!

Sobre livros - 2

E na sequência do post anterior e deambulações pelo Porto e por Gaia, consegui alguns livrinhos, sem ter de comprar o jornal, porque haverá muitas pessoas que só querem o segundo ou nem sabiam do livro.
São livros de ficção da Ambar, da Colecção Literatura Universal, da Biblioteca Ambar de Bolso e da Colecção Cântico final e um da Colecção Simetrias (consegui dois de Jesús Díaz que nasceu em Cuba, mas viveu e morreu em Madrid, "As quatro fugas de Manuel" e "Conta-me Coisas de Cuba"; dois de Jean Echenoz, escritor francês que recebeu o Prémio Goncourt em 1999, "A ocupação dos solos" e "As grande loiras", um de Monika Maron, escritora alemã, "Animal triste", um de Pierrete Fleutiaux, finalista do Prémio Goncourt em 2001, "Frases curtas, minha querida", um de Eric-Emmanuel Schmitt, "O Evangelho segundo Pilatos", um de André Gide, "Os Subterrâneos do Vaticano", um de Vintila Horia, escritor romeno, "Deus nasceu no exílio" e de Guy Coq, "Fala-me da Tua Esperança".
Em princípio, não vou procurar mais, mas penso que amanhã ainda será possível arranjá-los em tabacarias que não os tenham devolvido.

quarta-feira, dezembro 29, 2010

Sobre Livros - Informações importantes

Li em qualquer lado (possivelmente na revista do Jornal) que amanhã o Público irá distribuir livros. Claro que primeiro será preciso comprar também o jornal. Como serão livros diferentes comigo poderá haver o risco de comprar vários jornais (ou não, se já tiver os livros ou se entretanto esgotarem todos...).
Por outro lado, na livraria RES de que já falei aqui neste blogue há descontos de 15% até ao final do ano. Ver mais aqui

segunda-feira, dezembro 27, 2010

Post 1692

Por ter participado neste concurso/passatempo de 12 de Dezembro no blogue A Minha Travessa do Ferreira ganhei este livro:
Gosto de ver os filmes/episódios do Perry Mason na televisão por isso irei também de certeza gostar do livro. Muito obrigada.
O autor do blogue, Henrique Antunes Ferreira é jornalista e escritor e no seu blogue, além de se falar de episódios da história e de livros, escreve-se com sentido de humor.

Dia de Natal

Quase tudo fechado, até o Centro Comercial que fica mais próximo e muitos carros de um lado para o outro (talvez à procura de um café aberto...).
Oferta de algumas prendas, um jogo de monopólio e cinema.
-O Amor é melhor a Dois ("L'amour, c'est mieux à deux") de Arnaud Lemort e Dominique Farrugia
- O segredo de um Cuzcuz ("La Graine et Mulet") do realizador franco-tunisino Abdelatif Kechiche
- Um Conto de Natal ("Un conte de Noel") de Arnaud Desplechin




sexta-feira, dezembro 24, 2010

E com espírito de Natal

.
Um Feliz Natal para todos!
.
- para os amigos
e para os conhecidos
reais ou virtuais ou virtuais e reais
e para os completamente desconhecidos!

terça-feira, dezembro 21, 2010

Contagem decrescente

Enchem-se cada vez mais os centros-comerciais, aumentam as filas de trânsito nos caminhos que conduzem a estes e esgotam-se brinquedos.
Variadas promoções de livrarias ou editoras (difícil resistir ao 3 por 2 ou 4 por 3, mas estou a conseguir, porque normalmente apenas quereria mesmo um e não os outros dois ou três).
Já poderia ter as prendas todas se entretanto não me lembrasse de mais algumas e as que tenho podem parecer de mais, mas irão parecer de menos quando as oferecer.
E no meio de tudo isto, onde estará o espírito de Natal?

Consequência de comentários

Devido aos comentários de Funes e MJ Falcão aqui andei à procura de um livro de Manuel Teixeira Gomes (que não fosse um dos dois volumes, muito volumosos e um pouco bastante caros das Obras Completas). Não consegui encontrar "Agosto Azul", mas encontrei "Maria Adelaide", da Bertrand Editora, por 4,50 €.
É parecido com este ----->
mas a capa é rosa-roxo e em vez de "Sabina Freire",
tem escrito "Maria Adelaide".
Na contra-capa qualificam-no como a sua obra-prima.
Para já, parece-me bem escrito, mas um pouco estranho
uma vez que o protagonista se revela muito egoísta
e se envolveu com uma garota de 16 anos.
(Face a todas as referências de que M.T.G terá sido pedófilo
apesar de ter vivido numa época em que tal seria tolerado, poderá
ser que através deste livro critique a pedofilia?)

domingo, dezembro 19, 2010

Post 1686 - Dúvidas existenciais

Incrível haver tantos desconhecidos a enviar-me mails em língua também desconhecida.
- Serão em alfabeto cirílico?
- Será que alguma vez irei saber o que queriam dizer? (sobretudo depois de os ter tratado como spam e rapidamente eliminado...).

sábado, dezembro 18, 2010

Sexta-feira, 17 de Dezembro

A Viagem do Caminheiro da Alvorada de Michael Apted
( Gostei do filme)

Hoje

Carrinho veio da oficina e aproveitei para dar uma pequena voltinha pela cidade.
Na Fundação António Cupertino de Miranda, têm uma Feira do Livro que termina amanhã e uma exposição de quadros-ilustrações de Helena Veloso (pelo Google, para chegar lá pelo Metro, levaria uma hora e treze minutos, a andar, levaria uma hora e vinte e nove minutos e de carro, quinze minutos...).
Na Feira do Livro, entre outros, encontrei livros de Manuel Poppe ("A Aranha") e de Graça Pina de Morais ("A Mulher do Chapéu de Palha").


Dali segui até à Galeria Cordeiros, com uma exposição com quadros e esculturas de vários autores (os que gostei mais foram um quadro de Gerhard Richter e um de José Maria Sicilia - não conhecia este último - nasceu em Madrid em 1954 - o quadro tem um fundo claro e uma figura ainda mais clara com a fragilidade de uma marioneta).












(imagens retiradas do Google)

quarta-feira, dezembro 15, 2010

Crónicas de sem-carro 3 - Visto da camioneta

Na porta traseira de uma carrinha branca:

Quando algo

pode correr mal

vai correr tudo bem

Outros blogues

Através do blogue da EmatejocaAzul descobri o blogue Licas - Ontem e Hoje com um concurso de contos de Natal (não concorri, mas gostei de ler os contos e de votar nos que mais gostei).
Entretanto descobri o blogue Interioridades com textos e imagens especiais e através dele descobri o site de Margarida Cepêda que tem quadros lindíssimos. E através do Interioridades, chegou até mim o blogue A Minha Travessa do Ferreira que está com um concurso no qual se pode ganhar um livro.

terça-feira, dezembro 14, 2010

Crónicas de sem-carro 2

Hoje cheguei ainda mais cedo à paragem da camionete. Não reconheci nenhum dos que também por ali esperavam. Passei por ruas do centro do Porto com lojas ainda fechadas e pessoas apressadas. Serão os cafés e pastelarias os que abrem mais cedo, seguidos pelas tabacarias.
Quando andava de transportes públicos, costumava entreter-me com dois jogos. O primeiro é bastante comum e continuo a jogá-lo. Consiste apenas em imaginar como será a vida das pessoas com quem nos cruzamos. No segundo, do qual quase me tinha esquecido e recordei na paragem, partia de como imaginava que me viam aqueles por quem passava e inventar-me uma vida diferente.
Antes, entre cidade onde moro e cidade de local de trabalho, passava perto de uma outra. A camionete tem paragens nesta e também numa cidade antes. Atravessa parte de uma avenida em obras e segue por um desvio, muito lentamente, mas na rua deste desvio há um teatro e casas antigas. Talvez um destes dias possa ir lá assistir a uma peça.

segunda-feira, dezembro 13, 2010

Crónicas de sem-carro - 1

Primeira observação: Tenho de acordar muito mais cedo para chegar muito mais tarde.
Ando alguns minutos, apanho um autocarro, ando mais alguns minutos e apanho camioneta, ando mais alguns minutos e chego a local de trabalho. Devo estar a levar um pouco mais do triplo do tempo que levaria antes.
Por outro lado, não choveu, gosto de andar pelo Porto e quando se vai sem conduzir e de camioneta, por estarmos mais altos, vê-se melhor.
Diferenças desde o tempo em que andava de autocarro para ir para o liceu e depois faculdade: Há muitas pessoas com telemóveis que tocam e lhes permitem manter conversas animadas e reveladoras para os que estão perto mesmo que estes não quisessem ouvir nada, porque falam muito alto.
Crónica 1 vai ficar por aqui porque já começa a ser muito tarde...

domingo, dezembro 12, 2010

Sábado, 11 de Dezembro


Na Galeria da Santa Casa da Misericórdia

sábado, dezembro 11, 2010

Na Sexta-feira, 10.12.2010


- "Exposição de Natal" na Galeria Cor Espontânea. Ver mais aqui
Gostei em especial dos quadros de Francis Smith (lembrou-me a pintura naif) Guilherme Parente, António Joaquim e Eduardo Viana (1881-1967). Este último pelo quadro Praia de Caxinas, 1920.

sexta-feira, dezembro 10, 2010

Justificação para recente semi-ausência da blogosfera que se poderá prolongar por mais alguns dias (e será que se consegue um título assim comprido)

Estou com um pequeno problema para resolver com o meu carrinho.

Ao estacioná-lo algures numa rua da cidade, aqueceu um bocado (entretanto já me contaram pelo menos dois episódios assustadores sobre carros que se incendiaram de repente) e acendeu-se uma luz cor-de-laranja. Resolvi deixá-lo onde estava e chamar a assistência. Cerca de duas horas, um telefonema para confirmar se não se tinham esquecido de mim, e muita chuva depois, chegou o Mecânico que ligou o carro, verificou que a luz já não acendia e informou-me que com uma luz cor-de-laranja podia seguir (se a luz fosse vermelha é que não) e deveria levá-lo no dia seguinte à oficina (entretanto caíra a noite sobre nós).

Tenho estado a levá-lo a duas oficinas, a considerar opções e a sentir-me sem-carro.

Por outro lado, tenho andado mais a pé e tive a oportunidade de descobrir mais pormenores da cidade, como uma nova exposição sobre a qual ainda nada tinha lido.

E pode ser que se sigam posts interessantíssimos sobre como é andar de carro emprestado ou alugado ou de camioneta...

terça-feira, dezembro 07, 2010

Post 1674


Acabei de ler o livro "As mãos pequenas" de Andrés Barba.
Tinha pensado em ler apenas as primeiras páginas, à semelhança
do que tenho estado a fazer com várias outras recentes aquisições, mas
este pequeno livro apesar de perturbador, agarra-nos.

segunda-feira, dezembro 06, 2010

.

E pela Ematejoca do blogue Ematejoca Azul fiquei a saber que hoje é dia de S. Nicolau.

.

O que é que podemos mostrar do Porto em tarde de vento e chuva?

Ontem e ante-ontem, estive com um amigo do Sul que veio até ao Porto. Assim, em vez de ficar em casa com livros e rebuçados de limão, tive companhia para ir ao Museu Soares dos Reis (com direito a uma grande molha no caminho porque chovia imenso) e para um dos filmes assinalados num post em baixo. Foi um óptimo fim-de-semana.

domingo, dezembro 05, 2010

Domingo, 5 de Dezembro

Fui ver a exposição de obras de António Pedro (figuras em cerâmica e desenhos) no Museu Soares dos Reis e aproveitei também para ver a exposição sobre Manuel Teixeira Gomes, os anos do Porto".

Gostei muito das peças em cerâmica, deste casal com uma criança e das peças de jogo de xadrês.


Sexta-feira e Domingo, 3 e 5 de Dezembro

- "Imparável" - Unstoppable de Tony Scott, com Denzel Washington.
- "Let the Right One In" - Låt den rätte komma in, baseado no livro de John Ajvide Lindqvist, de Tomas Alfredson.
- "Inside Job" de Charles Ferguson.
(filme de acção; gostei)
(correspondeu às minhas expectativas)

(muito preocupante)

quarta-feira, dezembro 01, 2010

Terça-feira, 30 de Novembro

The American, de Anton Corbijn
(não gostei do final)

Terça-feira, 30 de Novembro

Estive a aproveitar a hora do almoço para ir ver duas exposições em S. João da Madeira:
- A 24ª Exposição Anual dos Alunos do Curso de Arte, nos Paços da Cultura. Ver mais aqui (gostei de todos os quadros e obras com o lobo mau e os três porquinhos);
- "Para uma memória de Michel Giacometti" na Biblioteca. Michel Giacometti (1929-1990) - Etnomusicólogo francês, natural da Córsega, radicou-se em Portugal em finais dos anos cinquenta, interessando-se pela recolha e gravação de música popular portuguesa. Ver mais aqui




Aviso2

De seguida vou fazer uns "posts" mas apenas porque a temperatura subiu um pouco!

terça-feira, novembro 30, 2010

Aviso

.
Devido às baixas temperaturas, mínima e máxima, dos últimos dias, neste blogue está-se a ponderar hibernar.
.

Domingo, 29 de Novembro - Exposições


Aguarelas de Júlio Costa no Auditório de Vila Nova de Gaia.
Ver mais aqui


Na trajectória de Wittgenstein Marco Costa (pinturas e desenhos) na Biblioteca de Vila Nova de Gaia
(imagens retiradas do Google)

Sábado, 27 de Novembro


Coimbra, a seguir à Escola Agrícola e depois da Floresta.

quarta-feira, novembro 24, 2010

Informação extremamente útil

.
Dias 26 e 27 deste mês serão os dias do aderente Fnac.
Estou já a fazer uma pequena lista de livros com algumas páginas.
.
Seria trágico é se depois não pudesse passar por nenhuma.

.

Exposição de Fotografia Conceptual

No Dolce Vita Porto estão expostos trabalhos dos alunos finalistas de um curso de fotografia conceptual da Oficina da Imagem - imagens para ilustrar ideias, imagem versus realidade.
Aquele de que mais gostei foi o de Paulo Leal, do homem que atravessava uma parede.
Saber mais sobre os cursos aqui
(Imagem tirada do Google - como não encontrei nenhuma da exposição, fica uma visão de parte do espaço onde estão expostos os trabalhos... )

segunda-feira, novembro 22, 2010

Sexta-feira, 19 de Novembro


"Harry Potter e os talismãs da morte", 1ª parte
(Gostei do filme por regressar a este universo, mas não gostei
por ser uma história dividida)

sexta-feira, novembro 19, 2010

Post 1660

Estive a dar uma pequenina volta a descobrir novos blogues.
O mundo da blogosfera parece ser tão vasto e diverso como o mundo lá fora.

(para o caso de alguém reparar como a Gigi do Blogue Verde Água numa outra vez, no salto do 1658 para o 1660, desta vez o 1659 ficou mesmo perdido num rascunho)

quarta-feira, novembro 17, 2010

Post 1658

.
Depois de ter estado a fazer este teste tirado deste post do blogue Casa da Çogra e como apenas consegui menos oito anos (e com um mui ligeiro exagero no consumo de vegetais e na prática de exercício) decidi que tenho de começar a fazer mais ginástica.
E comecei logo ontem à noite com abdominais e extensões para aí por uns cinco minutos (convém começar devagar porque isto da pressa pode ser demasiado radical e desembocar mas é em dores musculares).
Hoje estou indecisa entre fazer uma pausa de um ou dois dias para recuperar ou ousar ir até aos seis minutos...

Post 1657

Estive a pensar que, para a eventualidade de passando por uma farmácia constatar que o peso registado é de 53 ou 54 quilos, um quilo será sem dúvida por ter estado a beber água e os restantes três ou quatro só podem ser da roupa...por isso, que chatice, não vai dar para seguir esta medida contra a crise...

terça-feira, novembro 16, 2010

Post 1656

Também face à crise, acabei de decidir, logo a seguir ao jantar, que para não cortar nos livros, vou cortar na comida, para ver se assim também é desta que consigo perder 3 quilos e voltar aos 49 que tinha aos 16 anos... Claro que antes de iniciar a concretização desta importante medida será conveniente descobrir quanto é que peso agora...normalmente ando à volta dos 50, 51. Talvez seja melhor adiar isto para amanhã depois do almoço ou depois do jantar...

segunda-feira, novembro 15, 2010

Quase sem palavras ou menos palavras

Perante a crise decidi que vou começar a poupar nos posts e nas palavras.
Para animar esta decisão vou deixar aqui um link para o blog The Old Man porque o último post, de 15.11, é imperdível, ver aqui

Aviso

Porque já me aconteceu duas ou três vezes.
Este blog pode ficar meio estranho, com as imagens reduzidas, frases cortadas e sem comentários.
Para conseguir ver a imagem por inteiro, ler todo o post e comentar é então preciso "clikar" no post em causa.
E não faço a menor ideia de porque é que isto sucede...

Entre outros livros...

....estou a ler agora:


sábado, novembro 13, 2010

Sexta-feira, 12 de Novembro


Realizado por Andy Fichman
Gostei do filme porque correspondeu ao que esperava - um filme engraçado, leve e com final feliz.

quarta-feira, novembro 10, 2010

Hoje

O final da tarde fez com que hoje fosse um dia especial.
E este é só um post meio enigmático (para tentar dar a ideia que este é um blogue complexo e profundo) para assinalar o momento.
Há pouco estive a descobrir um blogue de que gostei muito pelos textos, imagens de quadros e links de músicas. Chama-se O Falcão de Jade

terça-feira, novembro 09, 2010

Post 1650

Desapareceu o feijão rajado e entramos na época das laranjas amargas.
Apesar de toda a chuva e vento, a maior parte dos carros com que me cruzo vai muito devagar ou acelera demasiado e apenas eu sigo à velocidade ideal, que é aquela a que vou.

segunda-feira, novembro 08, 2010

Segunda-feira, 8 de Novembro de 2010

Descobri os Amigonstros da Marta Belo.
Ver mais aqui

E pude ver uma obra de Isolino Vaz e de Mário Silva (que não é a de nenhuma das imagens que encontrei no Google).
Isolino Vaz (1922-1992) Nasceu em Vila Nova de Gaia. Pintor e professor. Ver mais aqui
Mário Silva. Nasceu em Coimbra em 1929. "Distinguindo-se em particular na pintura, a sua obra alarga-se ao domínio gráfico (monotipia, gravura, serigrafia, ilustração, cartaz), à cerâmica, escultura e arte pública monumental." Ver mais aqui

Isolino Vaz


Isolino Vaz (O Propagandista)



Mário Silva


Sexta-feira, 5 de Novembro


"Devil", produzido por M. Night Shyamalan e realizado por Drew Dowdle e John Erick Dowdle.
Faz parte da série The Night Chronicles, com três filmes baseados em histórias de Shyamalan. No início, o narrador conta-nos uma história que por lhe foi contada quando era criança pela sua mãe. Um suicídio abre a porta para que o Diabo venha à Terra, se introduza num grupo fechado que cometeu crimes e os vá levando, um a um, o último na presença da pessoa que mais o amar. Qualquer inocente bem intencionado que tente intervir, poderá acabar morto. Mas há um lado bom nesta história, que será também existir Deus.

Exposição Dupla: "Sem Título" e "Efeitos d'Água" - 4.11

Patente até 25 de Novembro.
Consiste em vinte imagens a cores (dez de cada um dos fotógrafos) que abordam a temática da natureza e dos efeitos da água na luz.
António Pina nasceu em Gouveia em 1939. Formado em engenharia civil. Vive no Porto.
Em Setembro de 2010 participou na Exposição Colectiva dos Sócios da Cooperativa Árvore.
António Sinde nasceu no Porto onde fez os seus estudos, tendo frequentado a Faculdade de Arquitectura.
Expõe pela primeira vez.
Ver mais aqui

domingo, novembro 07, 2010

Prémio Dardos

O prémio foi atribuído ao dona-redonda pelo CrónicasdoRochedo.
«O Prémio Dardos é o reconhecimento dos ideais que cada blogueiro emprega ao transmitir valores culturais, éticos, literários, pessoais, etc.... que, em suma, demonstrem a sua criatividade através do pensamento vivo que está e permanece intacto entre as suas letras e as suas palavras. Estes selos foram criados com a intenção de promover a confraternização entre blogueiros, uma forma de demonstrar o carinho e reconhecimento por um trabalho que agregue valor à Web.»
Lendo o que está em cima, parece-me que vou ter de me esforçar muito para que o dona-redonda o possa mesmo merecer, mas muito obrigada :)
Penso que a seguir devo nomear outros blogues, e para isso vou nomear todos os que estão nos links ao lado e aos quais costumo ir.

Ganhei um prémio, ganhei um prémio, ganhei um prémio...

Pronto, na verdade, quem ganhou o prémio foi o dona-redonda.
A seguir vou inteirar-me sobre o que é que tenho de fazer para merecer a nomeação e fazer um novo post.

Livros com a Visão

Na quinta-feira passada saiu o primeiro: Este País não é para velhos" de Cormarc McCarthy, por 1,90 ou 1,95 € (já não me lembro bem). Ver mais aqui


quinta-feira, novembro 04, 2010

Voltou o Verão!

.
Deu para andar com roupa leve e com calor de novo!
Mas entretanto escureceu rapidamente e foi-se o Verão...
,

segunda-feira, novembro 01, 2010

Segunda-feira, 1.11




Sexta-feira, 29 de Outubro

De Neil Jordan
(gostei do filme)


De Chistian Alvart
(um pouco assustador, mas muito bem feito e gostei do final)

quinta-feira, outubro 28, 2010

Exposições

Quarta-feira fui finalmente ver a Exposição Sanjo no Museu da Chapelaria em S. João da Madeira - muitas sapatilhas antigas e textos emoldurados de diversos autores sobre as sapatilhas (deve ter sido porque nunca tive nenhumas que penso que ficaria muito melhor se lá colocassem sapatilhas novas).
Hoje passei pela Fundação Luís Araújo, no Porto e vi a exposição de Ken Donald (técnica mista).
Na Net sobre este autor encontrei o seguinte:
É escocês. Viveu (viverá ainda?) nos Açores.
"Recebeu formação em diversas áreas das artes visuais como pintura, design gráfico, serigrafia e tipografia e tem vivido e trabalhado em culturas muito diversas, de Nova York a Istambul. O seu trabalho está representado em colecções privadas e corporativas da Europa, América do Norte e Austrália."



terça-feira, outubro 26, 2010

Mistérios no blog

Quando aqui cheguei apenas se via o início da primeira frase em cada post e as imagens estavam todas muito minúsculas. Pensei se teria carregado em alguma opção tão inadvertidamente que nem me apercebera, saí e voltei a entrar e ficou tudo aparentemente normal...
E graças à Gigi do blog Verde Água fiquei a saber que perdi um post...
Pensei que poderia ter ficado guardado, mas depois descobri que a culpa é do agendamento de posts. O post 1634 ultrapassou o post 1635 que não se chama assim e pronto, fiquei com um post 1636 a seguir a um post 1634.

Post 1636

E para não me esquecer destes simbolos/sinais todos, porque ainda não consegui decorá-los, vou trazer para post o comentário do JFDourado do blog A asa do silêncio (muito obrigada, JFDourado, agora tenho é de estudá-los afincadamente!):

;) a piscar o olho

:P com a língua de fora

:* a deixar um beijinho

:D um grande sorriso

:s atrapalhado

(",) outro sorriso

segunda-feira, outubro 25, 2010

Post 1634

Neste Domingo tive a grande ideia de passar pelo Continente.
No dia anterior, tinha recebido um sms simpático a informar-me não só, que iam estar abertos, como iria haver um desconto de 10% para todos os artigos. Vai daí, pensei, porque não ir hoje, em vez de na Segunda-feira? Assim, e depois de ter comprado uma baguete na Padaria do Mini-Preço (que tem as melhores baguetes do mundo) segui para o Centro Comercial.
Tarde a ameaçar chuva, pouco movimento, a cidade parecia bastante vazia.
Pouco depois, descobri porque é que a cidade parecia vazia.
Filas de carros no parque, consegui um lugarzinho para estacionar que devia ter acabado de vagar. Subi e pela primeira vez que eu me lembre, não havia praticamente nenhum carrinho de supermercado. Assim que os funcionários subiam nos tapetes elevadores com vários carrinhos pegados, eram estes apanhados pelos consumidores entusiasmados (também apanhei um). Apesar do número invulgar de pessoas que circulavam pelos corredores, consegui fazer um óptimo tempo a carregar o carrinho (tudo devido a uma incrível organização - saber o que quero levar - e onde é que está o que quero levar - o dia fatídico em que por razão de obras alteraram os lugares foi por isso muito complicado, até o sítio onde estavam os livros mudaram de lado). O pior foi para pagar. Nunca vi (e espero não voltar a ver) tantos carrinhos para cada caixa. Houve pessoas que desistiram (está bem, só ouvi uma senhora a dizer que ia voltar a pôr os iogurtes de onde os tirara e que ia embora, mas de certeza de que devem ter sido muitas mais, sem dúvidas centenas). Mas eu não, não estava num dia de desistências e mantive-me firme agarrada ao meu carrinho, na minha fila (aproveitei entretanto para fazer um telefonema - mais uma vantagem do telemóvel - além de servir para chamarmos o reboque se tivermos um acidente à noite, numa estrada por onde não passa ninguém e chove a potes).
Apesar de tudo, ainda bem que fui no Domingo e não na Segunda-feira, porque muito provavelmente e com tantas compras, os Continentes devem ter ficado todos vazios e na Segunda-feira não iria encontrar nada...

Género e consciência

Eu sou do género que tenta seguir os ensinamentos da mãe do coelho Tambor, amigo do Bambi. Pois a sua digníssima mãe admoestava o filho Tambor para quando não tivesse nada de simpático a dizer sobre alguém, ficasse calado.

E esforço-me por levar ainda mais longe esta doutrina, procurando encontrar algo de positivo a dizer (o que por vezes pode ser justificadamente muito irritante). Assim, por exemplo, quando estou num grupo em que estão todos a falar do nosso actual Primeiro Ministro, pode sair-me algo como "mas veste bem"...(antes também podia dizer "mas tem uma namorada gira e inteligente, mas actualmente fiquei sem este argumento). Felizmente que num grupo empenhado e animado em criticar, raramente tenho hipótese de dizer alguma coisa e o melhor então é sair de mansinho antes de ser levada a romper a douta sabedoria da mãe Coelha e me juntar a eles.

Por outro lado, nas vezes em que cedi a este meu lado negativo, além da voz da consciência, também descobria a poucos passos o visado ou visada ou alguém parecido ou alguém que não o sendo, poderia imaginar que o era, o que também não me incentivou a seguir por aí.

Sobre a voz da consciência, quando era criança, a minha avó contou-nos uma história de um menino que se portava mal e se gabava de ficar impune porque ao contrário do que a sua avó lhe dizia, não ouvia voz nenhuma...entretanto esqueci-me de como é que a história terminava (se alguém souber agradecia-se que o partilhasse em comentário) embora pense que acabava tudo bem (o miúdo deve ter passado a ouvir a história, começado a portar-se bem, casado com uma princesa e devem ter vivido felizes para sempre). Lembro-me de quando ouvia a história ter pensado que eu também à noite não ouvia voz nenhuma. Muito mais tarde percebi que no meu caso, a voz da consciência estava na intranquilidade quando me deitava. A voz da consciência é a culpa, vergonha ou arrependimento por não ter sido melhor.

Sexta-feira, 22.10.10 - A Cidade

The Town de Ben Affleck

(gostei do filme)

Post sem título

Agradece-se encarecidamente que alguém escreva um comentário qualquer no post anterior para que em vez de treze passem a ser catorze...(e claro que não sou supersticiosa...mesmo havendo um blogue com doze seguidores de que quero ser seguidora e não há maneira de aparecer um décimo-terceiro para que eu possa ser a décima-quarta...se calhar são já centenas que aguardam o 13º na expectativa de poderem vir a ser o 14º...).

quarta-feira, outubro 20, 2010

Post profundíssimo

Gosto mais de sorrisos :) do que dos smiles bolinhas amarelas com rostos sorridentes.

Quando estes de repente aparecem em sms ou em comentários, em substituição do :) que escrevi, surpreendem-me como se estivessem escritos por outra pessoa. Pelo menos, por aqui e para já, posso continuar a encher o texto e comentários com dois pontinhos e parênteses.

E nem vou falar (mas escrever) sobre a minha incapacidade para conseguir smiles diferentes, soluçantes, com óculos escuros, de língua de fora, etc. Não faço a menor ideia de como criar estes.

domingo, outubro 17, 2010

Sábado, 16 de Outubro, Exposições

Na Galeria Cordeiros, obras de Domingos Pinho, "Entre o Céu e a Terra" (os que gostei mais: "Sobre o telhado", "Queda de Água no Inverno" e "Árvore") e na Galeria Cor Espontânea, "Novos.com Júlio Resende (o que gostei mais, uma obra de Ilídio Candja: "A Caça foi boa" apesar do quadro não me lembrar caças ou caçadas; gostei das cores das obras de Kim Molinero e Maria André e das obras de Tadão Nakabayashi que me lembraram Miró).
Nesta exposição: Obras de Belkiss Oliveira, Ilídio Candja, João Alexandre, Kasia Gubernat, Kim Molinero, Lina Carvalho, Luis Darocha, Manuel Malheiro, Manuela Almeida, Maria André, Mazza, Nazaré Álvares, Orlando Pompeu, Rui Alexandre, Tadao Nakabayashi e Júlio Resende.
As Pombas de Júlio Resende

Sexta-feira, 15 de Outubro - Comer, Rezar, Amar

Eat, Pray, Love
de Ryan Murphy
com Julia Roberts e Javier Bardem
(não gostei porque não simpatizei, nem acreditei nos personagens, e o pior é que antes tinha comprado o livro, que ainda não li, e receio que possa ser parecido com o livro)